Sintra e Adega de Colares meio dia

95 Euros

Neste tour de enoturismo de meio dia iremos a Sintra, uma vila charmosa dos arredores de Lisboa, muito verde, repleta de jardins e parques com árvores e plantas exóticas. Tem um castelo mouro no alto dum rochedo, palácios e chalés nas várias encostas que a rodeiam. Visitaremos o Palácio Nacional de Sintra, situado na parte baixa da vila, notável pelas suas enormes chaminés brancas. É de origem mourisca (séc X) e foi alvo de várias ampliações até ao séc. XVI, tendo sido também habitação real ao longo de vários séculos, desde o tempo do rei Don Dinis (séc. XIII). É um grande testemunho de vários estilos arquitectónicos, que vão do hispano-mourisco ao renascentista, acabando no gótico-manuelino. O seu interior está igualmente bem recheado de mobiliário e objetos decorativos da época medieval em diante, incluindo azulejos hispano-árabes, louças e magníficas pinturas decorativas.

A seguir iremos a Colares, situada a 10 minutos de Sintra, classificada região demarcada para a produção vinícola (DOC) desde 1908. É igualmente o terroir mais ocidental da Europa continental, fustigado pelos fortes ventos atlânticos, pela salinidade elevada do ar, pela humidade extrema e pelos nevoeiros constantes. Neste terroir único cultivam-se vinhas na areia, a cerca de 1 km da costa atlântica, com castas nobres e autóctones como a tinta Ramisco e a branca Malvasia. Estas vinhas são especiais por serem das mais antigas de Portugal, chamadas de “primitivas”, isto é as videiras que nunca foram enxertadas em videira americana, porque no tipo de solo em que estão enraizadas resistem à praga da filoxera. Neste terroir cultiva-se também em “solo rijo”, em terra calcária, com preferência pelas castas brancas Malvasia, Jampal, Galego Dourado e Fernão Pires.

Visitaremos a Adega Regional de Colares, fundada em 1931, num edifício enorme do séc XIX com centenas de tóneis de madeira e capaz de armazenar cerca de 50 por cento da produção total de vinhos da região. Provaremos um branco e um tinto, acompanhados de umas Queijadinhas de Sintra, bolinhos típicos. Este é um tour de meio dia, mas com possibilidade de ser de dia inteiro (para visitar outros monumentos em Sintra e o Cabo da Roca), mediante um extra de 30 euros/ pessoa.

Duração: 
meio dia ou um dia
Deve levar: 
Roupa confortável adequada à estação, sapatos confortáveis; no Verão, óculos de sol, protetor solar e chapéu.
Condições: 
Preço por pessoa. Mínimo de 2 pessoas ou o valor de 2. Drop in/ drop off; carrinha com ar condicionado; inclui bilhete de entrada no Palácio da Vila; prova de vinhos, Queijadinhas de Sintra.
Fotos: 
CM Sintra (Adega Regional de Colares; Vinhas primitivas de Colares); Palácio Nacional de Sintra (Parques de Sintra, EMIGUS); Palácio Nacional de Sintra, Sala dos Cisnes (Parques de Sintra, Cláudio Marques); Palácio Nacional de Sintra, Sala das Pêgas (Parques de Sintra, Luís Pavão).